27Maio2017

CONDIÇÕES CAÓTICAS DAS AMBULÂNCIAS EM CABO FRIO VIRA DESTAQUE NA RÁDIO LITORAL FM

Nesta quarta feira, dia 30 de novembro de 2016 o SIMCAERJ, representado pelo seu Presidente, Sr. Robson Melo e o Vice, Sr. Solimar Silva, foram recebidos no Programa do Ademilton Ferreira da Rádio Litoral FM, onde na ocasião fizeram várias denúncias sobre as irregularidades no serviço de transporte de pacientes no município de Cabo Frio. Todas as ambulâncias do município estão em situações precárias, colocando em risco não só a vida da equipe como também dos usuários (pacientes). As viaturas estão com pneus carecas, sem freios, sem sirenes, com cilindros de oxigênios amarrados com ataduras e várias outras avarias, e para piorar estão sem documentação (sem vistoria anual). O Presidente Robson Melo relatou também que os Condutores de Ambulância vem sofrendo assédio moral por parte dos Gestores, quando se recusam sair nessas ambulâncias sem condições.  "Vamos protocolar essas denúncias no Ministério Público do Trabalho, bem como nos Órgaos de fiscalização, como o DETRAN e Polícias Rodoviárias Federal e Estadual."Afirmou o Presidente Robson Melo.

  • Escrito por Robson Melo
  • Acessos: 800

Delegados Sindicais eleitos em Itaguaí

Nesta quarta-feira dia 07 de setembro de 2016 a Diretoria do SINDCONAM-RJ esteve presente no município de Itaguaí, afim de organizar a eleição e posse dos  Delegados Regionais desta localidade. Na ocasião estiveram presentes além do Presidente do sindicato, Sr. Robson Melo, também o  Sr. Jefferson Sayão (Secretário geral) e os Diretores Henrique Granadeiro e  Luciano Lemos. 

O SINDCONAM-RJ vem realizando este pleito em vários municípios com o intuito de facilitar as demandas dos Condutores de Ambulância, haja vista que nem sempre a Diretoria Executiva pode estar presente, pois como já se sabe o Sindicato tem abrangência estadual e representa os 92 municípios. Sendo assim, o Delegado será o elo de ligação entre esses condutores e o sindicato.

Após serem apresentados os candidatos às vagas de Delegados, foram eleitos por aclamação pelos presentes o Sr. José Marconi de Oliveira Ferreira (Delegado Titular) e o Sr. Luiz Carlos Abichara Pompeu (Delegado Suplente), que depois de ser lido o Regimento Interno dos Delegados, os mesmos tomaram  posse de seus cargos.

  • Escrito por Robson Melo
  • Acessos: 348

Audiência Pública

AUDIÊNCIA PÚBLICA NO SENADO FEDERAL " AMBULÂNCIA: VIDA OU MORTE ? "

O SIMCAERJ convida todos os Condutores de Ambulância, Médicos, Enfermeiros, Técnicos de Enfermagem e usuários dos serviços de ambulância no Brasil, para participarem no dia 07 de novembro de 2016, as 09:00 horas da manhã, da AUDIÊNCIA PÚBLICA NO SENADO FEDERAL em Brasília, para tratar de um tema extremamente relevante para sociedade brasileira.

TEMA: AMBULÂNCIA VIDA OU MORTE ?

A BANALIZAÇÃO DE TRASPORTES DOS PACIENTES EM AMBULÂNCIA:

* Profissionais praticando exercício ilegal da profissão;
* Centenas de acidentes todos os anos com vítimas fatais;
* Pneus carecas;
* Portas amarradas com arames ou fechadas com cadeados;
* Falta do acompanhamento de profissionais de saúde;
* Veículos inadequado para as atividades pré hospitalar;
* Excesso de passageiros em ambulância;
* Veículos sem condições de uso;
* Veículos sem documentação, etc
são alguns dos assuntos que serão abordados durante a audiência pública no Senado Federal.

A ABRAMCA através do seu presidente Alex Douglas, após identificar diversos problemas em todo Brasil envolvendo AMBULÂNCIAS, inclusive com a apreensão de 15 ambulância em uma ação da Polícia Rodoviária Federal, entre tantos outros problemas denunciados pelos presidentes dos SINDCONAMs de todo país, solicitou ao Senador Paulo Paim a Audiência Pública.
"Não posso ficar assistindo um festival de irregularidades, e centenas de denúncias, que seja dos usuários, dos presidentes dos sindicatos dos condutores de ambulância de todo Brasil, e dos próprios condutores de ambulância, tenho que viabilizar condições , e buscar soluções para tantos desmandos. São ambulâncias com pneus carecas, portas amarradas com arames, para brisas quebrados, sem retrovisor, e o final disso tudo, acidentes e mais acidentes todos os dias, precisamos conscientizar os senhores gestores dos serviços públicos e privados, que ambulância é um veículo especializado, e precisa de todos os cuidados que os outros veículos, com um olhar diferenciado devido a sua finalidade, que é, chegar mais rápido ao paciente e transporta-lo até a unidade mais próxima de acordo com sua necessidade, e geralmente acima dos limites das vias."
Destacou o Presidente da ABRAMCA Alex Douglas.

  • Escrito por Robson Melo
  • Acessos: 393

Nota de Esclarecimento

Com o objetivo de unificar e melhor identificação das Entidades Estaduais, após assembléia com a ABRAMCA ficou definido que todos os Sindicatos de Condutores de Ambulância do Brasil passarão a ter como nome a palavra SINDCONAM acrescida da sigla de seu Estado ou Federação. Sendo assim, o SIMCAERJ agora passa a se chamar SINDCONAM-RJ.

  • Escrito por Robson Melo
  • Acessos: 532

Insalubridade é um direito do Condutor de Ambulância

 

A 6ª Turma do TRT-MG, com base em voto do desembargador Antônio Fernando Guimarães, manteve sentença que deferiu adicional de insalubridade, em grau médio, a um motorista de ambulância do Município mineiro de Água Comprida.

 

Em seu recurso, o Município alegou que o exercício da função de motorista de ambulância não expunha o reclamante à insalubridade em razão de contato com agentes biológicos. Mas, a prova produzida no processo demonstrou o contrário.

 

Laudo

O laudo do perito oficial qualificou o trabalho do reclamante como insalubre, em grau médio, em razão da prestação de serviços para estabelecimento destinado aos cuidados da saúde humana, centro de saúde, em atividade que envolvia contato pessoal próximo com pacientes.

 

Os depoimentos colhidos também demonstraram que o motorista não só lidava com os pacientes diretamente, como também, faziam a limpeza interna do veículo e a movimentação dos equipamentos médicos utilizados no transporte dos doentes.

 

“Nos termos da NR-15, anexo 14, da Portaria 3.214/78 do Ministério do Trabalho, são consideradas atividades insalubres, em grau médio, trabalhos e operações em contato permanente com pacientes, animais ou com material infecto-contagiante, em hospitais, serviços de emergência, enfermarias, ambulatórios, postos de vacinação e outros estabelecimentos destinados aos cuidados da saúde humana” – fundamentou o relator, negando provimento ao recurso do Município e mantendo o adicional e seus reflexos deferidos em primeiro grau. (Fonte: Tribunal Regional do Trabalho 3ª Região Minas Gerais)

 

Fonte:http://www.diap.org.br/

  • Escrito por Robson Melo
  • Acessos: 2929

Facebook

Rua dos Andradas, n° 96 - sala 1202 - Centro - RJ

Telefone: (21) 2283-1275 
WhatsApp: (22) 99964 4367